Unsplashed background img 1

Desafio Wanderlust - Perguntas e Respostas sobre Viagens

Escrito por -

Os amigos Mayara e Neuton (e também padrinhos de nosso casamento, vale lembrar) do If You Like Piña nos desafiaram. Tag #Wanderlust. Desejo de viajar. É isso aí. Só responder a umas perguntinhas. Seguindo a ideia deles mesmos, como somos um casal, também respondemos separados, sem saber as respostas um do outro. E o resultado foi este:

1. Quando e para onde foi o seu primeiro voo de avião?

Broche da Varig, que ela entregava para os passageiros. Viajar de avião era um "glamour" para poucos.



Igor: Eu não tenho certeza se em 1993 ou 1994. Sim, nasci com a bunda virada para a Lua e tive a oportunidade de viajar cedo. Mas, enfim, foi para o Rio de Janeiro (que, aliás, continua lindo). Lembro-me de quase nada, naturalmente. Sei, contudo, que insistentemente desejava a poltrona da janela para mim, que era na extinta Varig e que tinha lanchinho bom.

Liliam: Meu primeiro voo de avião foi pela extinta Varig. Na época eu tinha apenas 9 anos de idade e tudo foi muito emocionante. Estava de mudança de Goiânia para o Rio de Janeiro com meus pais e meu irmão. Conseguimos entrar na cabine do comandante para ver de perto o painel de controle e muito atenciosamente o capitão nos presenteou com um broche da companhia. O tenho guardado até hoje!  

2. Para onde foi já foi e gostaria de voltar?

Punta del Este. A primeira cidade internacional que visitamos juntos!

Igor: Uruguai. Tivemos viagens melhores, porém conhecemos muito pouco o país, já que estávamos em Cruzeiro, e deu gostinho de quero mais. Merece uma bela de uma road trip.

Liliam: TODOS os lugares! =P Eu sei que ainda há muito o que ver no mundo. Mas, cada lugarzinho que passei deixa sempre aquela sensação de que não tive tempo o suficiente de explorar suas belezas naturais, os encantos do seu povo e as guloseimas locais. 

3. Você está viajando amanhã e dinheiro não é problema, pra onde você vai?

Evento "Bon Odori", em Goiânia, em que sempre íamos quando adolescentes.

Igor: Japão. É um destino caro, e quero conhecê-lo de cabo a rabo. Cada ilha. Cada ponto bacana daquele país. É uma paixão muito grande desde a minha adolescência.

Liliam: Já que dinheiro não é problema então vou adiantar o cruzeiro da aposentadoria que custa o “olho da cara”! xD Recentemente o Ígor e eu tomamos o conhecimento de um cruzeiro que cruza todos os oceanos, visita todos os continentes e dura pelo menos uns 6 meses. Imagina só!!! Conhecer os destinos mais incríveis a bordo de um confortável cruzeiro... *-* 


4.  Método preferido de viagem: avião, trem ou carro?

A bordo do Splendour of the Seas. Experiência magnífica. Engordamos bastante.

Igor: Nunca viajei de trem, talvez se torne o meu favorito; mas, a princípio, fica sendo de avião mesmo. Viajar de carro somente se for perto, e, caso seja para longe, se as estradas forem bem legais e as paisagens muito diferentes.

Liliam: Acho que faltou um tipo de meio de locomoção nessa pergunta. Honestamente viajar de carro e de avião não é a melhor das opções. O espaço na maioria das vezes é muito restrito, a não ser que você tenha muito dinheiro e ande só de primeira classe hahaha Além do mais dirigir é uma chatice! Ainda não tivemos a experiência de viagens longas em trens. Só fizemos o circuito turístico de Bento Gonçalves então não acho que conta. Kkk Eu prefiro viajar de cruzeiro e ferry boat! =P Sentir a brisa do mar, navegar por um rio e ver o sol baixando na linha do horizonte não tem preço!


5. Site preferido de viagens?



Igor: Olha, por mais incrível que pareça, e sei que não é o foco... mas eu adoro o Google Maps. Sou capaz de passar horas navegando pelo Maps e decidindo para onde ir simplesmente com base nele. Mas, fora isso, é o TripAdvisor mesmo. Enorme base de usuários acaba gerando resultados fieis, embora uma coisa ou outra passe despercebida.

Liliam: Sem dúvidas o TripAdvisor. Nada melhor que pegar as dicas com prós e contras das pessoas que visitaram os lugares recentemente. Assim é possível se livrar de alguma enrascada ou pegadinha pra turista!

6. Para onde você viajaria só para comer a comida local?

Liliam no The Venetian, em Las Vegas. A coisa mais próxima da Itália que ela conhece, porque eu só conheço de Assassin's Creed. 

Igor: Sempre ouvi falar em Nova Orleans como um lugar nos EUA onde a gastronomia presta. Confesso que fico curioso para visitá-la não tanto pelo estilo colonial preservado, apesar de parecer ser o máximo, mas pela oportunidade de comer algo nos EUA que não seja sanduíche, ribs ou comida chinesa.

Liliam: Itália. Pensa na alegria de comer diversas massas acompanhadas de um bom vinho naquelas cidadezinhas do interior, as ruas cheias de flores, as vias estreitas de pedras e com castelos a sua volta... Nossa, engordei só de pensar! >.<

7. Você sabe seu número de passaporte de cabeça?

Passaporte de cabeça.

Igor
: Olha, tá difícil saber minha idade de cabeça, muito menos o passaporte.

Liliam: Não, não decorei nem do meu RG novo ainda. O.O

8. Você prefere o assento do meio, corredor ou janela?

Observar quem está na tal da janela.


Igor: Acho que, como o Igor pirralho, janela.

Liliam: Depende da viagem. Se for curta prefiro a janela. Adoro ver a paisagem do alto e a cidade distanciando quando o avião está decolando ou se aproximando quando está baixando. Mas, se for longa, melhor o corredor pra se levantar, esticar as canelas e bater um papo com os comissários de bordo. Sempre dá pra descolar um snack a mais que os passageiros que apagam durante o vôo.

9. Como você passa o tempo quando está no avião?

Sobrevoando a Cordilheira dos Andes. É uma paisagem de colocar o fôlego e depois tirá-lo.


Igor: Por algum motivo, já tentei de tudo: jogar em portáteis, ler livro, assistir a filmes. Nada dá certo. Fico meio estranho dentro do avião. Então, na maior parte do tempo, fico com os meus olhos fechados tentando dormir. Isso foi um martírio em viagens grandes, como a da Tailândia. Quando possível, eu, que gosto de me sentar na poltrona da janela, observo a paisagem.

Liliam: Vejo filmes e tento dormir pro tempo passar mais rápido. Nunca consegui ler durante o voo. Leitura só consigo mesmo nos aeroportos. Apesar de alguns voos disponibilizarem de central multimídia acho essencial ter em mãos algum dispositivo com conteúdo que você gosta, seja música ou filme pois nunca se sabe o que terá disponível na central do avião. No voo da TAAG para a África do Sul não tinha praticamente nada interessante. Por sorte tinha uma Namibiana do nosso lado super simpática e fomos conversando boa parte do tempo. =)


10. Existe algum lugar para onde você nunca mais voltaria?

Table Mountain, na Cidade do Cabo. Tanto lugar lindo no mundo. Voltar? Talvez. Conhecer novos? Sempre!


Igor: Evito voltar nos lugares, especialmente se eu tiver conhecido bem, já que tem tanto lugar nesse mundo para conhecer. Mas não posso dizer que não voltaria em algum lugar. Todos que visitamos, sim, todos, inclusive, sei lá, Palmas, tiveram seu brilho.

Liliam: Acho que até os locais que tive experiências ruins eu voltaria. xD Na Tailândia tivemos um piriri cabuloso e tomamos soro na veia, perdemos 2 dias de passeio nessa brincadeira. Na África do sul também perdemos 2 dias de passeio porque nosso voo atrasou e tivemos que fazer tudo na correria. Em plena alta temporada em julho em Bariloche só nevou no último dia do nosso passeio... Então o azar estragou bastante nossas experiências nesses lugares. Ainda assim eu voltaria pra explorar melhor cada um deles.