Logo do S2Station
Background Padrão do Topo

Andorra: Guia de Viagem e Roteiro de 2 dias no inverno

Escrito por -

Passeio de raquetes de neve no Grandvalira de Grau Roig.
Guia e Roteiro de 2 dias e meio pelo pequeno país Andorra, nos Pirineus. Conhecemos a estação de esqui Grandvalira de Grau Roig onde fizemos passeio de Raquetes de Neve, brincamos no Naturlândia, e relaxamos no Caldea!

Introdução

"Vou a Andorra", você comenta com algum colega, com um misto de empolgação e ansiedade. "Ah", ele responde, "e onde fica isso? É de comer?", questiona. Você não o culpa. Quem vai ter ouvido falar de um pequeno país nos meio dos pirineus, a cadeia de montanhas entre a França e a Espanha, tão pequeno que mal aparece no mapa? Abra o Google Maps, faça um belo de um zoom, e, ainda assim, talvez você não o note! Não é grande e nem populoso. É fácil encontrar cidades do interior dos Estados do Brasil que tenham uma população maior do que o país inteiro! O regime de governo? Um principado. Aliás, um co-principado. Até nisso o lugar é estranho. Andorra é um ovo, ainda que não seja de comer. E esconde dentro de sua casca uma pérola charmosa que merece a sua atenção.

No Naturlândia, com o equipamento de esqui.
No Naturlândia, com o equipamento de esqui.

Para os amantes do ski e do snowboarding, um prato do gostoso. Quer ver neve? Lá, no inverno, tem! É o lugar na Europa mais barato para se curtir um frio branco e se grandformar em um boneco de neve. Também é uma bela região montanhosa para curtir um verão. E, por fim, é tranquila, acho que até demais. O país faz sentir uma sensação bucólica e relaxante.

Então, quer visitar o país? Se liga no nosso guia, a seguir.

Nossa visita ao país de Andorra foi entre os dias

Guia

O que tem pra fazer em Andorra?

Se for no inverno, tem um tanto de coisa.

Conhecer o Grandvalira, a maior estação de esqui do país. Nela, você pode:
  • Esquiar ou fazer snowboarding nos diversos setores, cada um oferecendo diversos níveis de dificuldade. E, obviamente, praticar o esporte de cair com estilo, afinal de contas, ao menos para um iniciante, é o que mais vai acontecer!
  • Passeio de Raquetes de Neve - basicamente um trekking pelas florestas nevadas usando um calçado especial para neve e raquetes para se apoiar. Tem vários circuitos e de variadas durações. É bem cansativo, mas compensa!
  • Saltar de parapente: a depender do clima, você pode encarar um salto de parapente, mas não se preocupe: não vai se borrar todo e sujar toda a paisagem branca de marrom, pois normalmemente é mais contemplativo do que radical! Não existe uma queda brusca, como num salto de parquedas.
  • Brincar de esquibunda: se não tiver a fim de algo muito radical, pode brincar de escorregar! Às vezes, a estação monta pistas de esquibunda.
  • Varias outras opções, que podem ser encontradas no site do Grandvalira.
Observando a neve nas árvores, no Grandvalira.

Realizar inúmeras outras atividades, tais como:
  • Conhecer outras estações de esqui semelhantes, como o Vallnord.
  • Divertir-se no parque de neve, o Naturlandia.
  • Relaxar gostoso no maior Spa da Europa — o Caldea. Atua quentinha e, mesmo na parte externa, você não passa frio!
  • Conhecer as cidades do interior e suas paisagens, muitas vezes, nevadas.
  • Conhecer a capital, Andorra-la-Vella, seu bairro antigo, a praça com o monumento "Nobility of Time" do Salvador Dali, e a rua Meritxell, destinada a muitas compras!
Os estabelecimentos também oferecem atividades de verão, afinal de contas a cidade vive do turismo. Espere por trekkings, visitas a lagos, mirantes e coisas do tipo.

Em um Snowmobile do Naturlândia.
Super poser em cima de um Snowmobile... Mas, infelizmente, não fizemos!

Principado de Andorra? Que é isso?

A política em Andorra é curiosa, pois é um co-principado, uma diarquia: são dois Chefes de Estado, denominados co-príncipes, que possuem igualdade de poder. Um é o Presidente da França, e o outro é o bispo da diocese episcopal do Condado de Urgell, na Catalunha, Espanha. Curioso, não?

Quando ao Chefe de Governo, ele é eleito pelo Conselho General de Vales, uma espécie de parlamento com deputados eleitos democraticamente.

A relevância disso para o turismo? Nenhuma. Mas é curioso.

Decorações natalinas no bairro antigo de Andorra la Vella.
Decorações natalinas no bairro antigo de Andorra la Vella.

Quanto tempo ficar em Andorra?

Nós ficamos 2 dias e meio, o que foi o suficiente para fazer cada uma das atividades disponíveis uma vez. Mas tem muita coisa pra fazer por lá. As estações de ski Grandvalira e Vallnord possuem atividades variadas para fazer além de ski e snowboarding, como salto de parapente, trekking na neve, passeio de snowmobile, passeio de mushing (com os cachorros), esquibunda e muito mais. O Naturlandia, se estiver em alta temporada e com tudo aberto, também pode consumir dois dias da tua viagem se quiser ver tudo.

Então, diria que poderia gastar tranquilamente 5 dias lá e sair satisfeito.

Monumento "Nobreza do Tempo" de Salvador Dalí, no centro de Andorra-a-Velha.
Monumento de Salvador Dali, o "Nobreza do Tempo", no centro de Andorra la Vella.

Quando ir?

Para curtir atividades de neve, vá do final de dezembro a meados de março, ou seja, inverno. Vai ter neve provavelmente antes e depois desse período, mas, nele, é mais garantido.

Se quiser aproveitar o verão, há atividades de caminhada pelas belíssimas paisagens de montanha do país. Opte, neste caso, entre maio e setembro.

Esqui no Naturlandia, em Andorra.
Esquiando no Naturlândia!

Como chegar em Andorra?

Quando escrevo esse post, não há aeroportos em Andorra, e nem mesmo linhas de trem. Por ser uma região montanhosa, acho difícil investirem nisso. Então, a única forma de entrar no país é por via terrestre.

Antes, é necessário ir à França ou à Espanha. As duas cidades grandes com aeroporto mais próximas do país são Barcelona, na Espanha, e Toulouse, na França.

De Barcelona ou Toulouse, pode-se alugar um carro e ir, ou então ir de ônibus. A empresa AndBus é praticamente um monopólio nisso, então, você pode reservar um ônibus no site deles. Recomendo fazê-lo com antecedência.

Não sei se andaria de carro no país, ainda mais no inverno. Dirigir na neve deve ser difícil, e as estradas são montanhosas e cheias de curvas, com direito a abismos gigantes pra cair e capotar mil vezes até não sobrar mais nenhum resto vital de si... Tô fora! Fomos de ônibus mesmo.

Trenó no centro de Andorra-a-Velha.
Alternativamente, você sempre pode chegar na cidade de trenó, hahahah! Pegue carona com Papai Noel.

Onde se hospedar?

Opções não faltam. Elas são:
  • Em Andorra la Vella, a capital. A vantagem é que tem bastante comércio e inúmeros restaurantes, embora seja tranquila de toda forma. Recomendamos ficar na rua Av. Meritxell por questão de transporte — nessa rua passam os ônibus públicos.
  • Nas cidades do interior: há vários hoteis nas inúmeras cidades do interior. A vantagem é que são ainda mais tranquilas do que Andorra la Vella, para os apreciadores do clima bucólico. Quanto mais próximo da fronteira com a França, maior a altitude, então chances de, no inverno, a cidade estar nevada, o que pode ser bom ou ruim, dependendo do que você busca.
  • Resorts. Existem resorts e spas afastados para aqueles que quiserem ficar do lado das estações de esqui, por exemplo, e curtir com mais facilidade suas atividades, ou então para dar aquela descansada boa!
Nossa escolha: ficamos em Andorra la Vella, no Hotel Pyrénées. Foi ótimo porque tinha uma parada de ônibus bem do lado, além de ser próximo de todo o comércio da cidade.

Rio Valira em Sant Julià de Lòria.
Rio Valira em Sant Julià de Lòria. É um rio que passa por praticamente todas as cidades principais do país! 

Que linguagens posso usar?

A língua oficial é o Catalão — o mesmo da Catalunha. Mas todo mundo com quem conversamos falava, também, espanhol, de muito fácil compreensão. Há muitos portugueses no país, então, também fala-se até bastante português. Por outro lado, o inglês é mais incomum.

Saber arranhar um pouco de espanhol é o suficiente.

Bichinhos felizes no Naturlândia.

Do que precisa para entrar?

Andorra não faz parte do Tratado de Schengen e nem da União Europeia, então você precisa do Passaporte, que você terá de qualquer jeito, já que só se entra em Andorra por via terrestre, não existe aeroporto, então já terá entrado na França ou na Espanha.

Mas, se entrar de ônibus, eles nem param na imigração para carimbar nada. Não pedem. Acho que assumem que, se a pessoa tá vindo da Espanha ou da França, já passaram por imigração lá. Então, não se preocupem quanto a isso.

Dica: mesmo assim, você pode passar pela imigração, e ganhará um carimbo bonito!

Animal no Parque dos Animais. Que animal é esse? Se você souber, deixe nos comentários.

É seguro?

Mal tem gente, quanto menos bandido. Andamos de madrugada pelas tuas desertas e na maior tranquilidade.
Acredite se quiser, mas isso é o centro da cidade. Movimentadíssimo!

Que moeda levar?

A moeda oficial do país é o euro, mas quase todo estabelecimento aceita cartão de crédito.

É caro? Quanto custa viajar pra Andorra?

Para esqui e snowboarding, é o país mais barato da Europa. Mas isso não significa que é exatamente barato, já que o esqui e qualquer coisa relacionada a neve são, por natureza, esportes que testarão sua habilidade de esquiva com relação ao escorpião contido na sua carteira!

Para hospedagem, o hotel em que ficamos foi um dos de melhor custo benefício de nossa Eurotrip, além de muito bem localizado.

Para alimentação e transporte, eu diria que é a média da Europa.

Para compras, leia o tópico a seguir.

Relaxando horrores no Caldea. Sério, apenas visitem ele, é bom demais.
Relaxando horrores no Caldea. Sério, apenas visitem ele, é bom demais.

Compensa fazer compras?

Andorra é um país com pouco imposto, então, comparando com o restante da Europa, é o melhor lugar para se fazer compras, embora não se compare com os EUA, por exemplo.

Achamos que, para eletrônicos, muita coisa compensava. Compramos um Nintendo Switch, por exemplo. Quanto a roupas e acessórios, achamos caro.

Lembra um pouco o Paraguai quanto a isso. Eles, inclusive, vendem armas — tanto taser quanto de fogo — livremente, expostas fácil, fácil.

A rua boa para compras é a Av. Meritxell. Andamos por toda a sua extensão, praticamente. Convém procurar pelo mesmo produto em inúmeras lojas, pois o preço costuma variar. Aceitam cartão, mas costumam dar desconto para pagamento em dinheiro, no caso, euros.

Floresta no Parque dos Animais, no Naturlândia, Andorra.
Floresta no Parque dos Animais, no Naturlândia.

O comércio funciona até que horas?

É muito estranho como, quando dá 8h da noite, quase tudo já está fechado por lá, inclusive restaurantes, ao menos no inverno. Portanto, jante pensando que irá dormir com as galinhas!

Como é o transporte lá?

Achamos ruim. Acho que a pior coisa de Andorra.

Quando visitamos, não tinha Uber. Então as opções eram ônibus, transfer e táxi.

Usamos ônibus para ir até o Grandvalira em Grau Roig, e para ir até a cidade de Sant Julià de Lòria. Para saber onde pegar ônibus e quais os horários, recomendamos o aplicativo Moovit (iOS, Android). Funciona por lá e é bem simples de usar.

Táxi é caro, mas é uma opção. O problema é conseguir achar um. Não se vê nas ruas. Só vimos ao lado da rodoviária. Tem de ligar para uma companhia, ou pedir para que alguém o faça. Em época de aplicativo, complica.

Floresta do Naturlândia.
Também na floresta do Naturlândia.

Como usar Internet em Andorra?

Acesso a Internet tá na base da pirâmide de Maslow, sempre digo, então isso é importante. Se não houve stories no Instagram, então a coisa não aconteceu. Dito isso, temos uma notícia boa e uma notícia ruim. A notícia boa é que, normalmente, quando você compra um chip na Europa, ele funciona com roaming grátis em todos os países da União Europeia. A notícia ruim é que Andorra não faz parte da União Europeia, haha! E não rola nem um restinho de Internet dos países vizinhos... Então nossos chips da Vodafone e da Orange não funcionavam lá!

Optamos por ficar sem chip, até porque seria rápido. E não foi muito difícil, pois muitos lugares tinham Wi-Fi - no hotel, na rua e no Grandvalira.

1 pergunta, 1 resposta

Nessa parte do blog, eu e a Liliam respondemos a perguntas sem saber a resposta um do outro. E daí colocamos na tabela abaixo! Pode ser que algumas venham a coincidir... ou não! Vamos ver os resultados.


Igor Liliam
Lugar mais bonito A floresta no Parque dos Animais, no Naturlandia. O centro de Andorra la Vella, com a escultura de Salvador Dalí.
O que mais te surpreendeu? O Caldea. O Caldea.
Passeio mais legal Passeio de Raquetes de Neve. Passeio de Raquetes de NEve.
Pior experiência O tobotrunc não estar funcionando no Naturlandia, fiquei triste! Chegar no Naturlandia e estar tudo fechado.
Queria fazer, mas não fiz Conhecido as cidades do interior melhor. Andar de Snowmobile ou Mushing.
Melhor restaurante O do Naturlândia. O do Naturlândia.
Você voltaria? Somente se estivesse de bobeira pelo Sul da França, por exemplo. Não, tá de bom tamanho.


Grandvalira de Grau Roig. Observando a paisagem.

Roteiro

Dia 0: A Chegada

Chegamos durante a madrugada do dia 19/12/2017. Nada estava aberto. Apenas pegamos um táxi para o nosso hotel e dormimos.

Infelizmente Liliam passou mal durante a noite e não acordou bem no outro dia. Passou 1 semana com diarreia, o que incluía todos os dias de Andorra!

Dia #1: Raquetas de Nieve no Grandvalira

Acordamos cedo, às 07:00, o que é MEGA CEDO no inverno, para ir até o Grandvalira de Grau Roig, para fazer o passeio com Raquetes de Neve. Ainda era de noite, e ficou escuro por um bom tempo, já que o sol só nascia às 08:24. Lembro-me de pegar um ônibus pelas 8h da manhã na rua em frente ao nosso hotel, muito escuro, pouca gente na rua, e muito, mas muito frio mesmo! 

Chegamos no Grandvalira com 1h de antecedência, o que foi o suficiente para tomar café da manhã e nos preparar.

Fizemos o passeio, que durou 3h e passamos por diversas mini-florestinhas, inclusive algumas com rio no meio. É um trekking pela floresta, e tivemos a sorte de estar nevando o melhor tipo de neve, segundo o nosso instrutor. Foi ótimo!



Veja o vídeo acima sobre o passeio de Raquetes de Neve, para entender melhor. O vídeo é bem informativo!

Almoçamos no próprio Grandvalira. E voltamos para o hotel, onde dormirmos durante a tarde, pois estávamos cansados e Liliam não passava bem.

Dia #2: Naturlândia e Caldea

Na manhã, seguimos de ônibus até a cidade Sant Julià de Lòria. Chegando lá, descobrimos que o ônibus do Naturlandia não passava em todos os horários na baixa temporada. Mancada!

Compramos ingressos para o Naturlandia no centro de turismo e pagamos uma facada de táxi para subir até o parque. 

Chegando lá, descobrimos que as cotas baixas, onde está a maioria das atrações, não funcionam em baixa temporada, e que o Tobotrunc, uma espécie de "montanha russa" nas montanhas, estava em manutenção. Ante tal frustração, o gerente nos deu tickets para esqui.

O parque estava vazio e bem nevado, e o céu bem azul. Muito bonito. Conhecemos o parque dos animais, brincamos de esqui bunda, almoçamos no restaurante do parque, esquiamos e, depois, fomos embora.

De noite, na volta, fomos ao Caldea, o então maior Spa da Europa. São dois espaços: termolúdico e inuu. Ficamos no inuu. Tivemos azar porque era último dia de aula, e o Spa estava lotado de adolescentes catarrentos. Mesmo assim, é simplesmente maravilhoso, recomendamos! Deu pra relaxar e divertir. Fizemos muita palhaçada por lá. Acho que, no fim das contas, relaxamos foi nada, cansamos mais. Porém, MUITO bom. Tem uma parte que é externa e estava fazendo 4ºC do lado de fora da piscina, mas não se sentia frio. Fiquem até o final para um show de luzes!

Dia #3: Manhã de Compras

Durante a manhã, andamos pela rua de nosso hotel, a avenida Meritxell, e fizemos algumas compras. Comprei um Nintendo Switch! Após o almoço, fomos para a Rodoviária, onde seguiríamos para Toulouse.

Vídeo Musical



Confira acima o nosso vídeo musical sobre Andorra e o Sul da França. É um vídeo muito animado ao som de Love Will Come to You da banda Poets of the Fall. Tenho certeza que irá curtir!

Logo da S2Station